Loading...

MST, um movimento esquecido pelo governo. Ao invés de ajudar o povo trabalhador para cultivar terras,se sustentar,alimentar-se,assim havendo um crescimento na economia.Mas não, eles não compram a terra e nem desapropriam dos proprietários que nem mexem na terra.Resumindo o povo que se dane o Estado ta nem aí(Safados).



O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, também conhecido pela sigla MST, é um movimento social brasileiro de inspirarão marxista e do cristianismo progressista (teologia da libertação), cujo objetivo é a realização da reforma agrária no Brasil. O MST teve origem na década de 1980.
Defendem eles que a expansão da fronteira agrícola, os mega projetos, dos quais as barragens são o exemplo típico - e a mecanização da agricultura contribuiu para eliminar as pequenas e médias unidades de produção agrícola e concentrar a propriedade da terra.
Paralelamente, o modelo de reforma agrária adotado pelo regime militar priorizava a "colonização" de terras devolutas em regiões remotas, tais como as áreas ao longo da rodovia Transamazônica, com objetivo de "exportar excedentes populacionais" e favorecer a integração do território, considerada estratégica.
Esse modelo de colonização revelou-se, no entender do movimento, inadequado e eventualmente catastrófico para centenas de famílias, que acabaram abandonadas, isoladas em um ambiente inóspito, condenadas a cultivar terras que se revelaram impróprias ao uso agrícola.


Movimentos Sociais no Brasil 

No Brasil, existem vários movimentos organizados por camponeses, o que mais se destaca é o MST (Movimento Sem Terra), cuja proposta é a melhor divisão das terras brasileiras, exigindo que o governo federal propicie medidas complementares ao simples assentamento, como a eletrificação e irrigação do campo, concessão de créditos rurais e execução de programas que visem estimular a atividade agrária e a subsistência do agricultor e de sua família.

A reforma agrária tem por objetivo proporcionar a redistribuição das propriedades rurais, ou seja, efetuar a distribuição da terra para realização de sua função social. Esse processo é realizado pelo Estado, que compra ou desapropria terras de grandes latifundiários (proprietários de grandes extensões de terra, cuja maior parte aproveitável não é utilizada) e distribui lotes de terras para famílias camponesas.

Conforme o Estatuto da Terra, criado em 1964, o Estado tem a obrigação de garantir o direito ao acesso à terra para quem nela vive e trabalha. No entanto, esse estatuto não é posto em prática, visto que várias famílias camponesas são expulsas do campo, tendo suas propriedades adquiridas por grandes latifundiários.

No Brasil, historicamente há uma distribuição desigual de terras, esse problema teve início em 1530, com a criação das capitanias hereditárias e do sistema de sesmarias (distribuição de terra pela Coroa portuguesa a quem tivesse condições de produzir, tendo que pagar para a Coroa um sexto da produção). Essa política de aquisição da terra formou vários latifúndios. Em 1822, com a independência do Brasil, a demarcação de imóveis rurais ocorreu através da lei do mais forte, resultando em grande violência e concentração de terras para poucos proprietários, sendo esse problema prolongado até os dias atuais.


Ideologia MST: O MST luta pela reforma agrária, por fins de subsistência e trabalhista, onde eles produziriam e conseqüentemente enriquecem o país na sociedade em exportação da função agrícola (crescimento econômico).
O difícil da reforma é pelo fato da falta de interesse do Estado. A culpa é das empresas que controlam o estado (por isso a falta de interesse) por que, no nosso sistema, as pessoas valem menos que o dinheiro.

 Apesar da reforma agrária ser um projeto bom e adotado por alguns países socialistas (por exemplo, Cuba) ele não é um projeto socialista, ou comunista,... É um projeto CAPITALISTA LIBERAL, pois você pega as terras e da pra camponeses, propriedade privada, e num país socialista todos, ou quase todos, os meios de produção é do estado e propriedade privada e quase que; em alguns casos, como a antiga URSS; proibida; mas a reforma agrária não se engane, ela é um projeto lindo, maravilhoso e preciso para todos os países do mundo.


Fonte: http://www.brasilescola.com/sociologia/reforma-agraria.htm